You are on page 1of 23

33

33
1º PROCESSO SELETIVO

ARTES VISUAIS - NOTURNO


DIREITO - MATUTINO
GEOGRAFIA (PIRAPORA) - NOTURNO
HISTÓRIA - NOTURNO
LETRAS / INGLÊS (JANUÁRIA) - NOTURNO
LETRAS / PORTUGUÊS - NOTURNO
LETRAS / PORTUGUÊS (ESPINOSA) -
NOTURNO
PEDAGOGIA (ALMENARA) - NOTURNO
PEDAGOGIA (PARACATU) - NOTURNO
SERVIÇO SOCIAL - MATUTINO

Ficha de Identificação
NOME:

CURSO: TURNO: Nº INSCRIÇÃO:

Nº DO PRÉDIO: SALA: ASSINATURA

Processo Seletivo 1/2007 – Unimontes 0


ORIENTAÇÕES IMPORTANTES

01 - Este caderno contém questões do tipo múltipla escolha e uma redação.

02 - Verifique se o caderno contém falhas: folhas em branco, má impressão, páginas trocadas, numeração errada, etc.
Encontrando falhas, levante a mão. O Fiscal o atenderá e trocará o seu caderno.

03 - Cada questão do tipo MÚLTIPLA ESCOLHA tem 4 (quatro) alternativas (A - B - C - D). Apenas 1 (uma) resposta é correta.
Não marque mais de uma resposta para a mesma questão, nem deixe nenhuma delas sem resposta. Se isso acontecer, a
questão será anulada.

04 - Para marcar as respostas definitivas na sua Folha de Respostas do tipo MÚLTIPLA ESCOLHA, use caneta esferográfica
com tinta azul ou preta. NÃO utilize caneta com tinta vermelha ou lápis. Assinale a resposta certa, preenchendo toda a área
da bolinha

05 - Todos os candidatos poderão ser identificados pela impressão digital.

06 - Ao receber as Folhas de Respostas, confira:


• Se é a sua Folha (ela está personalizada).
• Se os dados do cabeçalho conferem com os seus dados (nome, nº de identidade, nº de inscrição, opção de língua
estrangeira, data de nascimento, etc.).

07 - Tenha cuidado na marcação da Folha de Respostas, pois ela não será substituída em hipótese alguma.

08 - A REDAÇÃO deverá ser escrita com caneta esferográfica (tinta azul ou preta), nos espaços reservados. A PROVA FEITA A
LÁPIS SERÁ ANULADA E TERÁ NOTA ZERO.

09 - Se usar letra de FORMA, deverão ser observadas as normas de acentuação gráfica.

10 - O Caderno de Resposta da REDAÇÃO não poderá ter qualquer outra identificação do candidato, além da já existente.
Aparecendo o nome ou número de inscrição fora da Ficha de Identificação, a Prova será anulada e computada a nota zero.

11 - Confira e assine a Folha de Respostas, antes de entregá-la ao Fiscal. NA FALTA DA ASSINATURA, A SUA PROVA SERÁ
ANULADA.

12 - Não se esqueça de assinar a Lista de Presenças.

13 - Preencha corretamente a Ficha de Identificação colocada na capa deste caderno.

14 - DUAS HORAS após o início das provas, você poderá retirar-se da sala SEM LEVAR ESTE CADERNO. NÃO poderá levar
nem mesmo a última folha do Caderno de Provas (folha de rascunho) ou anotações referentes às provas e suas respostas.

15 - Em nenhuma hipótese, o candidato poderá levar o Caderno de Provas e/ou as Folhas de Respostas.

16 - Somente durante os 30 (trinta) minutos que antecedem o término das provas poderão os candidatos copiar, em formulário
próprio a ser entregue pelo fiscal, as anotações e/ou marcações feitas na sua Folha de Respostas das Provas de Múltipla
Escolha.

17 - No encerramento das provas, há necessidade de pelo menos dois candidatos presentes na sala. Isso faz parte das normas
para transparência na fiscalização do Processo Seletivo.

18 - Se o Cartão de Inscrição estiver com algum erro (nome, nº. de documento, endereço, etc.), peça ao Fiscal de Sala para
providenciar as correções necessárias no Requerimento de Correções.

DURAÇÃO DESTAS PROVAS: CINCO HORAS

OBS.: Candidatos com cabelos longos deverão deixar as orelhas totalmente descobertas durante a realização das provas. É
proibido o uso de boné.

Processo Seletivo – Unimontes 1


PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA E LITERATURA BRASILEIRA
Questões numeradas de 01 a 20

INSTRUÇÃO: Para responder às questões de 01 a 12, leia o texto a seguir.

O caminho da sustentabilidade
1 Nenhum cidadão responsável pode deixar de estar preocupado com os estragos que sofre o meio
ambiente. Por isso, seja no governo, seja fora dele, muitos tomam iniciativas para mitigar os desastres. Os
governantes passam leis com fé ingênua nos seus efeitos. Almas generosas e bem-intencionadas pregam a
defesa do meio ambiente. Economistas só pensam em prêmios e punições financeiras. Olhando os
5 resultados, é um no cravo e outro na ferradura. O pobre caboclo, perdido na Floresta Amazônica, está longe
da lei que impediria suas aventuras com a motosserra. E, se estivesse ao alcance de pregações, não veria
razões para segui-las. O mal-educado que joga lixo na rua sabe que não será punido, pois, se alguém viu,
não vai denunciar. Não há altruísmo que convença os prefeitos a não jogar esgotos in natura nos rios, pois o
tratamento é caro, não dá votos e os malefícios só prejudicam o município rio abaixo. Não funcionam as leis
10 que carecem de poder para obrigar o seu cumprimento. Quem confia na impunidade não presta atenção. Em
muitos casos, a lei proíbe fazer, mas é frágil para obrigar a fazer. Pouco serve para mandar fazer o bem ou
ajudar o próximo. Pregar a conservação do meio ambiente, quando pesa no bolso fazê-lo? Ou dá trabalho?
Sermões entram por um ouvido e saem pelo outro.
Temos três ferramentas: a lei, os incentivos econômicos e os valores. Individualmente, funcionam
15 em alguns casos e falham em outros. No fundo, a boa receita requer invenção e inteligência, para combinar
o seu uso. Em conjunto, seu poder de fogo é amplamente maior. É a tal da sinergia. Proibir bolsinhas
plásticas em Belo Horizonte teria sido mais uma lei que não cola. Mas colou, porque foi precedida de um
movimento popular que mostrou os seus inconvenientes ecológicos. Para o prefeito, é mais conveniente
empurrar com a barriga a construção da planta de tratamento de esgotos. Mas, se a sociedade começasse a
20 entender os danos à saúde e se houvesse uma lei (estadual ou federal) cobrando pelo volume de efluentes
prejudiciais lançados nos rios, rapidinho, a construção seria feita. Vem dando certo a prática de oferecer ao
caboclo uma mesada para manter as árvores em pé. O manejo também pode proteger as florestas, ao gerar
madeiras certificadas, que são mais caras. Se aparece um extrativismo lucrativo e que não prejudica o meio
ambiente, criam-se boas razões para deixar guardada a motosserra. É ingênuo querer que as pessoas com-
25 prem um carro elétrico, mais caro e menos prático. É esperar demais do fervor ecológico. Mas, se há menos
impostos para ligar o carro na tomada e não na bomba de gasolina, aí é diferente. De fato, foi o que
aconteceu com o etanol.
Do dia para a noite, a geração fotovoltaica em residências e pequenas empresas tornou-se viável.
Bastou uma lei que obrigasse as companhias elétricas a comprar o excesso de produção. De dia, vende-se
30 para a rede. De noite, compra-se dela. Como os impostos sobre eletricidade são muito altos, igualam-se os
preços da rede aos da geração local com células fotovoltaicas, ainda caras. Apelos para que se use menos
água têm pouco impacto, seja em nossas chuveiradas, seja na agricultura irrigada. Mas, se combinados com
leis que estabeleçam preços para a água, bem como cotas de uso, podem ter um impacto fulminante. Não
encontramos receitas para coibir as queimadas. Mas é porque temos memória curta. No século XVII, as
35 Ordenações Filipinas prescreviam que onde a mata foi queimada não se podia caçar, retirar carvão nem
manter gado. Vejam a genialidade: não é possível impedir os incêndios, pois basta um fósforo quando
ninguém olha. Mas os benefícios desfrutáveis da mata queimada podem ser fiscalizados. Ou seja, como não
se pode impedir o ato, retiram-se as motivações. A receita inteligente está no tripé virtuoso: o
convencimento, as ações que mexem no bolso e as boas leis. Em muitos casos, as que criam incentivos
40 tendem a ser mais eficazes do que as proibições, mais difíceis de fiscalizar. O que cada um desses
instrumentos isolados não pode fazer torna-se possível com uma combinação imaginativa e robusta dos três.

CASTRO, Cláudio de Moura. O Caminho da Sustentabilidade. Revista Veja, p.24. 19 de setembro de 2012.

Processo Seletivo – Unimontes 2


QUESTÃO 01
Segundo o autor do texto, iniciativas empreendidas em prol de um meio ambiente saudável contêm um
grave erro. Indique-o.
A) Não partem da ação educativa por meio dos discursos.
B) Recebem pouco ou nenhum apoio governamental.
C) Carecem, fundamentalmente, do engajamento e de ações concretas dos responsáveis pela energia
elétrica no Brasil.
D) Funcionam mal, por meio de ações isoladas.
QUESTÃO 02
É correto afirmar que são indicadores de responsabilidade das autoridades, em relação ao meio ambiente,
EXCETO
A) acreditar que a mudança de mentalidade é capaz de solucionar o problema dos incêndios.
B) fazer campanhas educativas em prol da sua defesa.
C) criar leis que o protejam.
D) punir aqueles que infrinjam as leis ambientais.
QUESTÃO 03
Em todos os enunciados a seguir, os trechos destacados são responsáveis por veicular uma postura crítica
do autor em face do que enuncia, EXCETO
A) “Os governantes passam leis com fé ingênua nos seus efeitos.” (Linhas 2-3)
B) “Almas generosas e bem-intencionadas pregam a defesa do meio ambiente.”(Linhas 3-4)
C) “... seja no governo, seja fora dele, muitos tomam iniciativas para mitigar os desastres. (Linha 2)
D) “Economistas só pensam em prêmios e punições financeiras.” (Linha 4)
QUESTÃO 04
Qual dos enunciados a seguir indica que há conivência, por parte dos cidadãos, com aqueles que agridem o
meio ambiente?
A) “Não funcionam as leis que carecem de poder para obrigar o seu cumprimento.” (Linhas 9-10)
B) “O mal educado que joga lixo na rua sabe que não será punido, pois, se alguém viu, não vai denunciar.”
(Linhas 7-8)
C) “Pouco serve [a lei] para mandar fazer o bem ou ajudar o próximo.” (Linhas 11-12)
D) “Sermões entram por um ouvido e saem pelo outro.” (Linha 13)
QUESTÃO 05
Levando em conta dados do texto, assinale a alternativa CORRETA, no que se refere à falta de ações
efetivas dos prefeitos em relação ao meio ambiente.
A) Certos cuidados com o meio ambiente não caracterizam ações eleitoreiras, que resultam em votos.
B) Certos prefeitos, confiantes na impunidade, não cumprem as leis.
C) Sem incentivos econômicos, os prefeitos não acreditam nos malefícios de se jogar esgotos in natura nos
rios.
D) Ingenuamente, os prefeitos tomam medidas erradas porque desconhecem as leis ambientais.
QUESTÃO 06
Antes de apresentar, no 2º parágrafo, os procedimentos que, no seu entender, convergiriam em resultados
positivos para o meio ambiente, o autor apresenta, no fim do parágrafo anterior, ações que, a seu ver:
A) são boas opções que só não funcionam por causa da falta de cidadania dos indivíduos.
B) são efetivamente estéreis no Brasil.
C) são fruto do excesso de idealismo de alguns indivíduos.
D) pecam pela falta de competência de quem as pratica.

Processo Seletivo – Unimontes 3


QUESTÃO 07
Segundo o texto, constituem exemplos da “receita inteligente”, EXCETO
A) “É ingênuo querer que as pessoas comprem um carro elétrico, mais caro e menos prático. É esperar
demais do fervor ecológico.” → Convencimento (Linhas 24-25)
B) “Proibir bolsinhas plásticas (...) colou porque foi precedida de um movimento popular que mostrou os
seus inconvenientes...” → Convencimento (Linhas 16-18)
C) “Apelos para que se use menos água têm pouco impacto. (...) se combinados com leis que estabeleçam
preços para a água (...) podem ter um impacto fulminante.” → Ações que mexem no bolso (Linhas 31-
33)
D) “No século XVII, as Ordenações Filipinas prescreviam que onde a mata foi queimada não se podia
caçar, retirar carvão nem manter gado.” Boas leis → (Linhas 34-36)
QUESTÃO 08
No texto, a utilização de expressões coloquiais, como “lei que não cola” (linha 17), “empurrar com a
barriga” (linha 19)
A) não prejudicaram a argumentação utilizada no texto, pois tinham um propósito bem definido.
B) prejudicaram a argumentação utilizada no texto, que deveria ter primado apenas pelo uso do português
culto.
C) trouxeram obscuridade às ideias explicitadas no trecho em que foram usadas.
D) seu uso não surtiu o efeito esperado, apesar de tentar chamar a atenção do leitor com dois enunciados de
impacto.
QUESTÃO 09
Assinale a única alternativa em que o elemento assinalado NÃO opera uma coesão por retomada de termo
anterior.
A) “O pobre caboclo, perdido na Floresta Amazônica, está longe da lei que impediria suas aventuras com a
motosserra.” (Linhas 5-6)
B) “Bastou uma lei que obrigasse as companhias elétricas a comprar o excesso de produção.” (Linha 29)
C) “Pregar a conservação do meio ambiente, quando pesa no bolso fazê-lo” (Linha 12)
D) “A receita inteligente está no tripé virtuoso: o convencimento, as ações que mexem no bolso e as boas
leis (...) O que cada um desses instrumentos não pode fazer torna-se possível com uma combinação
imaginativa e robusta dos três.” (Linhas 38-41)
QUESTÃO 10
Quanto à semântica de alguns verbos utilizados no texto, eles se apresentam em sentido figurado em todas
as passagens do texto, EXCETO
A) “Para o prefeito, é mais conveniente empurrar com a barriga.” (Linhas 18-19)
B) “Proibir bolsinhas plásticas (...) teria sido mais uma lei que não cola.” (Linhas 16-17)
C) “Almas generosas e bem-intencionadas pregam a defesa do meio ambiente”. (Linhas 3-4)
D) “... as ações que mexem no bolso...” (Linha 39)
QUESTÃO 11
Assinale a única alternativa em que o pronome relativo NÃO se refere ao nome destacado.
A) “Nenhum cidadão responsável pode deixar de estar preocupado com os estragos que sofre o meio
ambiente”. (Linhas 1-2)
B) “O pobre caboclo (...) está longe da lei que impediria suas aventuras com a motosserra.” (Linhas 5-6)
C) “Se aparece um extrativismo lucrativo e que não prejudica o meio ambiente...” (Linhas 23-24)
D) “Não há altruísmo que convença os prefeitos a não jogar esgotos in natura nos rios...” (Linha 8)
QUESTÃO 12
Assinale a alternativa em que o valor semântico da conjunção foi identificado incorretamente.
A) “Apelos para que se use menos água têm pouco impacto...” (Linhas 31-32). Finalidade.
B) “Mas colou, porque foi precedida de um movimento popular...” (Linhas 17-18). Explicação.
C) “E, se estivesse ao alcance de pregações, não veria razões para segui-las.” (Linhas 6-7).
Condicionalidade.
D) ”... como não se pode impedir o ato, retiram-se as motivações.” (Linhas 37-38). Comparação.

Processo Seletivo – Unimontes 4


QUESTÃO 13
Leia atentamente os versos retirados do livro Claro Enigma, de Carlos Drummond de Andrade.

Opaco
Noite. Certo
Muitos são os astros.
Mas o edifício
Barra-me a vista.

Quis interpretá-lo. Valeu? Hoje


Barra-me (há luar) a vista.

Nada escrito no céu,


Sei.
Mas queria vê-lo.
O edifício barra-me
a vista.

Zumbido
de besouro. Motor
arfando. O edifício barra-me
a vista.

Assim ao luar é mais humilde.


Por ele é que sei do luar.
Não, não me barra
A vista. A vista se barra
A si mesma.
(ANDRADE, 1991, p. 43-44.)

Sobre o poema em destaque, é INCORRETA a alternativa


A) Os versos destacam a capacidade de ver além do edifício, manifestada pelo eu lírico.
B) O título do poema enfatiza que a visão do poeta se manifesta de dentro para fora.
C) O poema dá ênfase à incapacidade do sujeito poético de render-se ao lirismo.
D) Percebe-se uma conotação melancólica e sem esperança nos versos do poema.
QUESTÃO 14
Leia o fragmento extraído do romance A Hora da Estrela, de Clarice Lispector.
Escrevo sobre o mínimo parco enfeitando-o com púrpura, joias e esplendor. É assim que se escreve? Não,
não é acumulando e sim desnudando. Mas tenho medo da nudez, pois ela é a palavra final. (LISPECTOR,
1986, p. 93.)
O fragmento em destaque e o livro como um todo expressam a seguinte conclusão, EXCETO
A) Na tentativa de compreender a vida rala de Macabéa, o narrador desnuda a narrativa, operando com o
mínimo de artifícios.
B) A metalinguagem é uma das características da obra que, entre outras coisas, reflete sobre as tensões de
escrever.
C) Por medo da nudez, o narrador opta por uma linguagem excessivamente adjetivada e rica em figuras de
estilo.
D) Na narrativa do romance, a busca pela expressão exata leva o narrador a um processo de depuração da
linguagem.

Processo Seletivo – Unimontes 5


QUESTÃO 15
Leia os fragmentos, retirados das obras Nós e os outros e A Hora da Estrela, que permitem ler,
comparativamente, a personagem Carolina Maria de Jesus, autora da crônica “Quarto de despejo”, e a
personagem Macabéa, do romance de Clarice Lispector.

Eram 9 e meia quando nós chegamos no ponto do bonde e fomos ver um presépio que fizeram na garagem
que está vaga. Havia uma placa onde se lia: Entrada grátis. Mas no presépio tinha uma bandeja com cédulas
de 1 a 100. Quando saí elogiei o presépio. Uma coisa que eu posso fazer. Quando cheguei na favela
encontrei a porta aberta. O luar está maravilhoso. (LAJOLO, 2006, p. 69.)

Um dia teve um êxtase. Foi diante de uma árvore tão grande que no tronco ela nunca poderia abraçá-la. Mas
apesar do êxtase ela não morava com deus. Rezava indiferentemente. Sim. Mas o misterioso Deus dos
outros lhe dava às vezes um estado de graça. Feliz, feliz, feliz. Ela de alma quase voando. E também vira
um disco voador.
Tentara contar a Glória mas não tivera jeito, não sabia falar e mesmo contar o quê? O ar? Não se conta tudo
porque o tudo é um oco nada. (LISPECTOR, 1986, p.73.)

Assinale a alternativa INCORRETA.


A) O fragmento de Carolina Maria de Jesus retrata sua própria visão de mundo, enquanto Macabéa fala por
meio do narrador.
B) As duas personagens manifestam a mesma inconsciência sobre sua condição de vida e seu lugar social.
C) O fragmento de A Hora da Estrela deixa evidente uma conotação existencial metafísica que o fragmento
do livro de Lajolo não tem.
D) As duas personagens integram a margem da sociedade; são excluídas pela cor, no caso de Carolina; pela
origem e pela pobreza, em ambos os casos.
QUESTÃO 16
Sobre o livro Cartas para Mariana, de Osmar Oliva, NÃO é correto afirmar:
A) Narrado sobre forma de epístolas (cartas), o livro apresenta apenas a voz de um narrador-remetente, que
busca continuamente o outro.
B) As reflexões sobre o processo de escrita e a recorrência aos textos alheios caracterizam a escrita
polifônica do livro.
C) O passado, o saudosismo, o olhar melancólico sobre as coisas e os homens são temas constantes de
Cartas para Mariana.
D) Na obra, são frequentes as digressões, as intertextualidades, a mistura de gêneros e a fusão entre a
ficcionalidade e a realidade.

Processo Seletivo – Unimontes 6


QUESTÃO 17
Leia, com atenção, os textos I e II.
Texto I

Passam os dias e enfim chega o primeiro dia de aula, a vinda do índio já era notícia corrente, foi
amplamente divulgada (...) não se falava noutra coisa. Uma multidão aguardava em frente da escola a
chegada do índio. (...). O porteiro abriu o portão – sem que ninguém entrasse – e fitou ao longe o final da
avenida; surgiu entre a poeira e o derreter do asfalto um fusca, pneus baixos, rebaixado, parou em frente da
escola, o rádio foi desligado, tal o silêncio da multidão que se ouviu o rangido da porta abrir, desceu um
menino roliço, chicletes, boné do Chicago Bulls, tênis Reebok, calça jeans, camiseta, walkman nas orelhas,
andou até o porteiro e perguntou:
– Pode assistir aula de walkman? (LAJOLO, 2006, p. 22.)

Texto II

Eu vivo sozinha; ninguém me procura!


Acaso feitura
Não sou de Tupã?
Se algum dentre os homens de mim não se esconde,
– Tu és, me responde,
– Tu és Marabá! (LAJOLO, 2006, p.13.)

Os textos retratam, de diferentes perspectivas, o índio. Assinale a alternativa que apresenta interpretação
INCORRETA sobre eles.
A) O texto I apresenta ironicamente um reflexo de aculturação indígena.
B) O texto II reflete a sociedade excludente e preconceituosa do século XIX.
C) O texto I destaca a inadequação de um índio no mundo civilizado.
D) O texto I evidencia que a desigualdade ultrapassa a classe social.
QUESTÃO 18
Assinale a alternativa INCORRETA sobre o livro Claro Enigma, de Drummond.
A) O poema “Os bens e o sangue” demonstra a decadência econômica e familiar da tradicional família
mineira.
B) A seção “Selo de Minas” evoca as cenas e tradições de cidades como Ouro Preto e Mariana.
C) Encontram-se, no livro, aspectos metalinguísticos, como uma tentativa de ruptura com a construção da
poesia tradicional.
D) O livro apresenta, sob perspectiva otimista, poemas que contêm reflexões poéticas e existenciais.

Processo Seletivo – Unimontes 7


QUESTÃO 19
Conforme Afrânio Coutinho, no livro A literatura na Brasil, a crônica é:

um gênero literário de prosa, ao qual menos importa o assunto, em geral efêmero, do que as qualidades de
estilo, a variedade, a finura e argúcia na apreciação, a graça na análise de fatos miúdos e sem importância,
ou na crítica de pessoas. (COUTINHO, 1988, p.121.)
Considerando o conceito apresentado, assinale a única afirmativa que NÃO corresponde a uma informação
correta sobre o livro A alma encantadora das ruas: crônicas, de João do Rio.
A) As narrativas do autor, libertando-se de sua condição circunstancial, apresentam excelente qualidade
literária.
B) As crônicas de João do Rio evidenciam a conciliação das diferentes classes sociais existentes no Rio de
Janeiro, no início do século XX.
C) O autor, em seus textos breves e concisos, transforma a matéria cotidiana em notável expressão da
inteligência.
D) Textos como “A rua” e “Pequenas profissões” revelam a observação perspicaz e o senso irônico que
marcam a visão de mundo do narrador.
QUESTÃO 20
Assinale a única afirmativa que NÃO corresponde a uma informação correta sobre o livro A alma
encantadora das ruas: crônicas, de João do Rio.
A) Os fragmentos de modinhas e quadras populares que se encontram na obra evidenciam o vínculo do
autor com os símbolos do Romantismo literário.
B) A obra é dividida em seções, entre as quais se encontra a parte que tem como tema a extrema pobreza de
moradores do Rio de Janeiro do início do século XX.
C) A crônica “Cordões” apresenta aspectos realistas e espirituosos do carnaval carioca.
D) A crônica “Presepes” descreve a tradição religiosa da construção dos presépios.

PROVA DE LÍNGUA ESPANHOLA


Questões numeradas de 21 a 26

INSTRUÇÃO: Leia o texto que se segue e depois responda às questões propostas.

Buenos días, Mr. Schue


1 Para ser un show basado completamente en los clichés en una preparatoria americana, Glee ha
sabido ser todo menos una serie convencional. Gracias a su talentosísimo reparto, a la trama, al negro
sentido del humor de su creador, Ryan Murphy y al creciente número de artistas que hacen fila para que sus
canciones aparezcan en el programa (Paul McCartney, Lady Gaga, Madonna), pareciera ser que todo lo que
5 tocan los chicos más geeks del Instituto McKinley se vuelve oro. Lo que significa que desde el día en que el
piloto salió al aire en 2009, Matthew Morrison es un hombre muy afortunado. No sería mentira – aunque tal
vez sí un cliché – decir que, en efecto, el éxito del actor que interpreta al maestro de español y director del
grupo coral New Directions es resultado de un golpe de suerte. O quizá no tanto...
Morrison cuenta con una preparación artística envidiable. Desde los 10 años, cuando su abuela lo
10 envió a un campamento de teatro, empezó a encontrar su voz y desde ahí se enamoró del escenario. Quizá
les sorprenda pero la historia de Matthew no tiene nada que ver con la del patito feo; él no era ningún geek∗
en su época de adolescente, era mucho más parecido a los chicos que tiran raspados en la cara a los
integrantes del Glee Club: andaba con la capitana de las porristas, era presidente de clase y jugaba en el
equipo de fútbol. Además, su pasión por el teatro lo mantuvo inmerso en un ambiente artístico (...)
15 Les dije que era un tipo con suerte. Pero no vamos a mentir, no toda su carrera ha sido impecable,
hay un episodio muy bochornoso, durante el cual fue integrante de una boy-band llamada LMNT (como
"elemento" en inglés), aunque hoy él mismo se refiere a la banda como "Lamento". (Recomendación: no lo
busques en You Tube, puede que tu enamoramiento por Mr. Schue disminuya considerablemente).

Processo Seletivo – Unimontes 8


Desde entonces, viajó a Los Ángeles cada año durante cinco años para probar suerte en la televisión
20 (...) sin embargo ninguna serie en las que participó fue elegida para grabarse. Hasta que audicionó para el
papel por el que hoy se le reconoce, tocando "Somewhere Over the Rainbow" en su ukulele. (...) . Y por lo
pronto, esta gran oportunidad ocupa su vida entera. Los exigentes horarios de grabación de Glee (...) le han
impedido disfrutar de la notoriedad que le ha dado el show, ya que no ha podido aceptar los numerosos
papeles que le han ofrecido en películas y más de una oportunidad de formar una pareja, estamos seguras.
25 (...) – ADMA KAWAGE
(Texto adaptado de Glamour latinoamerica, marzo 2011.)
Vocabulário:
∗ pessoa que gosta exageradamente de estudar

QUESTÃO 21
Sobre o texto, podemos afirmar, EXCETO
A) O autor do texto dialoga com os leitores da revista.
B) O público da revista é feminino.
C) Fazem-se somente elogios a Morrison.
D) Adma Kawage sugere aos leitores que não acessem vídeos sobre a banda da qual fez parte Morrison.
QUESTÃO 22
Sobre Morrison, podemos afirmar:
A) Foi professor de língua estrangeira.
B) É um artista com formação invejável.
C) Costumava ser violento na época de escola.
D) Sua avó foi sua principal inspiração profissional.
QUESTÃO 23
Sobre a série de que trata o texto, assinale a alternativa INCORRETA.
A) A história não se baseia em fatos reais.
B) Artistas de renome pedem que suas canções façam parte da sua trilha sonora.
C) O seu sucesso se deve a um conjunto de fatores: direção, atores e a história.
D) As músicas tocadas pelos personagens de Glee acabam caindo no gosto da audiência.
QUESTÃO 24
Sobre a carreira de Morrison, assinale a alternativa CORRETA.
A) Estreou em uma série denominada "Somewhere Over the Rainbow" .
B) Não tem tempo para conciliar o atual projeto com outros.
C) Gravou outras séries além de Glee, mas foram todas um fracasso de audiência.
D) A banda de que participou como integrante influenciou negativamente a sua carreira de ator.
QUESTÃO 25
A única correspondência CORRETA entre a palavra ou expressão à esquerda e sua referência à direita é
A) “porristas” (linha 13) – briguentas.
B) “bochornoso” (linha 16) – violento.
C) “por lo pronto” (linha 21-22) – portanto.
D) “reparto” (linha 2) – elenco.
QUESTÃO 26
A única correspondência INCORRETA entre a palavra ou expressão à esquerda e à sua referência à direita
é
A) “.... les sorprenda pero la historia...” (linha 11) – leitores.
B) “... no lo busques en You Tube...” (linhas 17-18) – Morrison.
C) “... su abuela lo envió a un campamento...” (linhas 9-10) – acampamento.
D) “Les dije que era un tipo...” (linha 15) – leitores.

Processo Seletivo – Unimontes 9


PROVA DE LÍNGUA INGLESA
Questões numeradas de 21 a 26

Freedom and Limits for Teens


1 Sooner or later it happens. Children grow up and the time approaches when they will soon be leaving home.
Parents must learn to let go and accept their child's growing independence, while still providing guidance
and support. Teens must learn self discipline, responsibility and the skills they will need to live in the adult
world.
5 Teens need to be allowed freedom to make choices and to experience the consequences of those choices in
order to learn responsibility and self discipline. They need to be allowed to assert themselves, try new things
and learn new skills. On the other hand, too much freedom can provide too many opportunities for poor
choices and mistakes, and may result in serious problems.
Teens are often caught between expectations that they act like adults in some situations, and yet are not
10 allowed to participate in adult situations in others. They may rebel and decide to test out adult behaviors by
skipping school, smoking, drinking, using drugs and engaging in sexual activity. They can get into a lot of
trouble.
It's important that parents hold teens accountable and allow them to experience the consequences of their
choices. When parents rescue or bail out their children from negative consequences, they are not helping
15 their children in the long run. Teens need to learn personal responsibility for their actions. If parents bail out
their children whenever they get into trouble, teens learn that their behavior is someone else's responsibility.
Teens may continue to make poor choices and behave irresponsibly, believing their parents will continue to
rescue them.
When deciding on how much freedom to give teens and what limits to set, parents should consider their
20 teen's abilities and past performance. Teens who have shown responsible behavior, self discipline and make
good choices can earn increasing amounts of freedom.
(Disponível em: http://www.education.com/reference/article/Ref_Freedom_Limits_Teens/?page=2, acesso em: 12 set. 2012 –
com adaptações.)
QUESTÃO 21
De acordo com esse texto, sobre pais e seus filhos, há a seguinte informação:
A) Os filhos precisam aprender a esperar até que os pais estejam prontos para sua saída de casa.
B) Os pais precisam aprender a aceitar que os filhos crescem e se vão.
C) Os filhos nunca estão preparados para entrar na vida adulta.
D) Os pais, atualmente, superprotegem tanto os filhos que estes crescem dependentes e inseguros.
QUESTÃO 22
Escolha, a seguir, a alternativa que explica corretamente a atitude que os pais devem tomar acerca de seus
filhos quando estes crescem.
A) Os pais devem estar preparados para a entrada dos filhos no mundo adulto e para dar-lhes seu apoio.
B) Os pais não devem apoiar a saída de seus filhos adultos de casa se julgarem que estes não estão
suficientemente amadurecidos.
C) Os pais perdem o direito de exigir responsabilidade de filhos que não souberam educar.
D) Os pais devem entender que os filhos têm liberdade para escolher com quem morar desde cedo, desde
que o escolhido seja um membro da família.
QUESTÃO 23
Nesse texto, afirma-se sobre a liberdade aos filhos concedida pelos pais:
A) Os filhos, mesmo crianças, nunca devem contar com a avaliação dos pais sobre suas escolhas;
autonomia significa dar liberdade.
B) Para que os filhos se sintam jovens livres, os pais devem dar a eles responsabilidade, dinheiro e
orientação.
C) Filhos com problemas são frutos de relacionamentos familiares em que se acredita que a liberdade pode
ser dada a filhos com menos de 18 anos, que são ainda imaturos.
D) Os pais precisam deixar que seus filhos se arrisquem ao fazer escolhas para que, assim, possam aprender
a ser responsáveis.

Processo Seletivo – Unimontes 10


QUESTÃO 24
Sobre as escolhas e decisões a serem tomadas pelos jovens, de acordo com esse texto, pode-se afirmar:
A) As peculiaridades da transição entre a adolescência e a vida adulta podem levar o jovem a fazer escolhas
inadequadas no intuito de se considerar adulto.
B) Os jovens somente são reconhecidos como adultos quando podem agir como tais, bebendo e fumando,
por exemplo.
C) No início da vida adulta, constata-se que os jovens se envolvem em problemas com drogas por não
estarem preparados para tamanhas mudanças.
D) Aos jovens não se permite participar das decisões da vida adulta até que eles tenham sua própria fonte
de sustento.
QUESTÃO 25
Tomando como base esse texto, os pais precisam entender que
A) o filho, mesmo depois de adulto, deve contar com auxílio paterno para assumir por ele as consequências
de atitudes erradas.
B) a responsabilidade de educar o filho termina quando este deixa de obedecer ao pai ou à mãe.
C) o filho deve arcar, sozinho, com as consequências de seus atos.
D) a irresponsabilidade do filho reflete as falhas emocionais de seus pais e uma educação escolar
deficitária.
QUESTÃO 26
“Teens may continue to make poor choices and behave irresponsibly, believing their parents will continue
to rescue them.” (Linhas 17-18)
A palavra “them”, em destaque no trecho acima, faz referência a
A) parents.
B) teens.
C) poor choices.
D) choices and irresponsibly.

PROVA DE GEOGRAFIA
Questões numeradas de 27 a 37

QUESTÃO 27
A presença no Brasil de grandes bacias hidrográficas e chuvas abundantes, na maior parte do país, é fator
que explica o grande aproveitamento do potencial hidrelétrico.
Considerando seus conhecimentos quanto ao aproveitamento da energia hidrelétrica no Brasil, é
INCORRETO afirmar:
A) As usinas hidrelétricas localizadas na bacia Amazônica são altamente produtivas, considerando o
enorme volume de água dos rios.
B) As hidrelétricas que abastecem grande parte da Região Nordeste estão localizadas no rio São Francisco
devido à ocorrência de rios intermitentes na região.
C) O potencial hidrelétrico da bacia do Paraná abastece significativa parcela da produção industrial
brasileira.
D) A energia hidrelétrica é considerada uma energia limpa, mas isso não significa que não impacta a área
onde está localizada a usina.

Processo Seletivo – Unimontes 11


QUESTÃO 28
Observe a figura.

Fonte: ABERX JR, José e OLIC, Nelson Bacic.O Brasil em Regiões: Norte. São Paulo: Moderna, 2000.

Considerando os recortes regionais apresentados no mapa, é INCORRETO afirmar:


A) Alguns países da Amazônia Internacional têm no narcotráfico uma atividade comercial altamente
lucrativa.
B) Alguns fatores foram determinantes para a delimitação da Amazônia Internacional, destacando-se a
floresta Equatorial e a bacia Amazônica.
C) A Amazônia Legal é um espaço considerado corredor de exportação do comércio de drogas da
Amazônia Internacional.
D) Todos os países que integram a Amazônia Internacional são países limítrofes do Brasil através da
Amazônia Legal.
QUESTÃO 29
Parcela considerável da população brasileira vive em domicílios subnormais, podendo ser em área rural ou
urbana onde a imagem da pobreza se destaca na paisagem. As palafitas são, em áreas urbanas, exemplos de
domicílios subnormais das/dos
A) metrópoles da Região Norte.
B) morros da metrópole carioca.
C) cidades médias do interior paulista.
D) cidades satélites de Brasília.

Processo Seletivo – Unimontes 12


QUESTÃO 30
Observe a figura.

Plantação de soja no município de Morrinhos, estado de Goiás

Fonte: ADAS, M. Geografia: Construção do Espaço do Brasileiro. São Paulo: Moderna, 2009.

É possível inferir que a área ocupada pela plantação de soja era coberta por vegetação de
A) mata tropical.
B) cerrado.
C) mata galeria.
D) campos rupestres.
QUESTÃO 31
Observe a figura.

Fonte: MAGNOLLI, D. e ARAÚJO, R. Geografia: A Construção do Mundo: Geografia Geral e do Brasil. São Paulo: Moderna,
2005, p. 96.

Considerando que as três cidades estão localizadas em latitudes próximas, é CORRETO afirmar:
A) Amiens apresenta a menor amplitude térmica em função da maritimidade.
B) Praga apresenta amplitude térmica equivalente a Kiev em função da média térmica em julho.
C) Kiev apresenta a menor temperatura em janeiro devido à menor proximidade da latitude de 50º norte.
D) Praga registra a maior amplitude térmica entre as três cidades.

Processo Seletivo – Unimontes 13


QUESTÃO 32
Observe a figura.

Fonte.VESENTINI, J. W. e VLACH, V. Geografia Crítica. São Paulo: Ática, 2001.

A figura acima mostra


A) terroristas que reinvidicam a integração política e econômica das ilhas Britânicas, principalmente da ilha
da Irlanda.
B) membros de uma facção terrorista que lutam pela legalização do comércio de drogas no México.
C) integrantes de um grupo terrorista da Europa que lutam pela independência do País Basco entre França e
Espanha.
D) refugiados palestinos em países árabes que buscam apoio para a criação do Estado-nação palestino.
QUESTÃO 33
Observe a tabela.
Maiores produtores de soja no Brasil – 2004
Estado Produção
(%)
Mato Grosso 27,8
Paraná 22,6
Rio Grande do Sul 13,3
Goiás 12,8
Mato Grosso do Sul 7,8
Demais estados 15,7
Fonte: Adaptação MAGNOLLI, D. e ARAÚJO, R. Geografia: A Construção do Mundo: Geografia Geral e do Brasil. São
Paulo: Moderna, 2005, p. 232.
Plantada inicialmente no Rio Grande do Sul, a soja expandiu-se para outros estados do Brasil na segunda
metade do século XX em função de vários fatores, EXCETO
A) O interesse crescente da produção de óleo vegetal pela indústria alimentícia nacional.
B) As novas tecnologias e os baixos preços de abundantes terras do Brasil Central.
C) As linhas de créditos especiais que atraíram empresários rurais para a nova fronteira agrícola.
D) Os melhores índices de fertilidade dos solos da Região Centro-Oeste em relação aos solos da Região
Sul.

Processo Seletivo – Unimontes 14


QUESTÃO 34
Estudos preveem o aumento de 1,8 a 4ºC na temperatura até 2100, provocando a extinção de espécies e a
redução dos ecossistemas, além de agravar a fome e a sede, que podem atingir um bilhão de pessoas.
Fonte: Revista Istoé, 16-5-2007, p. 74.

São alternativas a serem adotadas em relação ao aquecimento global, EXCETO


A) Expandir o uso de biocombustíveis e de outras fontes alternativas de energia como, por exemplo, a
energia solar e a eólica.
B) Aumentar a produção de transgênicos na agricultura mundial, considerando o baixo consumo de água
para esses cultivos.
C) Combater o desmatamento dos ecossistemas florestais ainda remanescentes, com fiscalização eficiente e
rígida.
D) Aumentar a reciclagem de produtos industrializados, contribuindo para a diminuição do uso de recursos
naturais.
QUESTÃO 35
Observe a figura.

Fonte: Folha de São Paulo, 27-4-2012.


Sobre os dados da figura e a crise econômica, podemos afirmar:
A) Os países europeus com as maiores crises econômicas estão localizados fora da zona do Euro.
B) Do continente europeu, os países ibéricos são os que se encontram em situação econômica mais grave.
C) A dívida pública forçou os países mais endividados a cortar gastos sociais e a reduzir despesas.
D) A Grécia não conseguiu reduzir a sua dívida pública e foi expulsa da zona do Euro.
QUESTÃO 36
A descentralização comercial nas cidades, decorre, entre outros fatores, da/do
A) crescimento da cidade em termos demográficos e espaciais, observando-se que a competição pelo
mercado consumidor leva as firmas comerciais a descentralizarem seus pontos de vendas, através da
criação de filiais nos bairros das cidades.
B) concentração de atividades econômicas (comércios, serviços e indústrias), político-administrativas e
infraestruturais no perímetro urbano.
C) aumento da demanda por habitações, gerado pelo crescimento populacional, dando origem a novas
formas de morar, através da expansão dos loteamentos que se dá geralmente por mecanismos
especulativos.
D) surgimento de novos espaços comerciais e de prestação de serviços, devido ao crescimento do mercado
consumidor na área central da cidade.

Processo Seletivo – Unimontes 15


QUESTÃO 37
O estado de Minas Gerais apresenta grande diversidade econômica que pode ser regionalizada. Sobre as
atividades econômicas praticadas nas regiões mineiras, associe a região com a sua respectiva base
econômica.

(1) Norte de Minas ( ) Bacia leiteira e presença de tecnopolo.


(2) Triângulo Mineiro ( ) Pecuária extensiva e agricultura com baixa tecnologia.
(3) Sul de Minas ( ) Diversidade industrial, com montadoras e siderúrgicas.
(4) Região Central ( ) Agronegócio pujante, com destaque para as agroindústrias.

A sequência CORRETA é
A) 3, 2, 1, 4.
B) 4, 2, 1, 3.
C) 2, 4, 3, 1.
D) 3, 1, 4, 2.

PROVA DE HISTÓRIA
Questões numeradas de 38 a 48

QUESTÃO 38
Com base nos conhecimentos de História acerca das primeiras décadas da colonização do Brasil, é
INCORRETO afirmar que
A) alguns Estados europeus não reconheciam o direito de Portugal sobre a terra recém-descoberta e
empreendiam incursões, a fim de se apoderarem das riquezas nela existentes.
B) o escambo, na exploração do pau-brasil, representou a principal forma de relação comercial entre os
europeus e os índios americanos.
C) tanto franceses como portugueses aproveitaram das desavenças entre os vários grupos tribais para
obtenção de mão de obra para o trabalho e a guerra.
D) a exploração do pau-brasil só se tornou economicamente rentável para os portugueses com o advento da
mão de obra africana.
QUESTÃO 39
Uma importante consequência da expansão ultramarina europeia foi
A) a formação e exploração de impérios coloniais com base em princípios mercantilistas.
B) a manutenção do eixo econômico do mar mediterrâneo com fácil acesso ao oceano Pacífico.
C) a diminuição do afluxo de metais preciosos para os Estados Nacionais europeus em ascensão.
D) a independência do comércio com o Oriente que fornecia apenas produtos acessórios à indústria.
QUESTÃO 40
Em relação ao Império brasileiro, marque com a letra C (CORRETA) ou com a letra I (INCORRETA) cada
uma das afirmativas.
( ) A pacificação do Brasil foi conseguida na fase de consolidação do governo de D. Pedro II após o fim
da Revolução Praieira.
( ) O desenvolvimento industrial, na segunda metade do século XIX, ainda que incipiente, baseou-se na
implantação de unidades produtivas de bens de consumo não duráveis, notadamente na região
Sudeste.
( ) A última fase do governo de Dom Pedro II foi um período marcado por crises econômicas, sociais e
políticas, as quais o Império tentou debelar por meio de reformas político-administrativas.
( ) Na segunda metade do século XIX, a campanha abolicionista ganhou intensidade graças, entre outros
elementos, aos resultados da Guerra do Paraguai e à criação de sociedades antiescravistas.
A sequência CORRETA é
A) I, I, I, I.
B) C, C, C, C.
C) C, I, C, I.
D) I, C, I, C.

Processo Seletivo – Unimontes 16


QUESTÃO 41
Em relação aos Tratados de Fronteiras assinados pelos portugueses entre os séculos XV e XVIII, marque
com a letra C (CORRETA) ou com a letra I (INCORRETA) cada uma das afirmativas.
( ) O Tratado de Madri visava demarcar as fronteiras coloniais portuguesas e espanholas. Portugal ficaria
com os atuais territórios do Rio Grande do Sul, Mato Grosso e Amazônia, receberia dos espanhóis os
território dos Sete Povos das Missões e cederia àqueles a colônia do Sacramento, no atual Uruguai.
( ) O Tratado de Santo Idelfonso confirmava a posse da Colônia de Sacramento e dos Sete Povos das
Missões pelos espanhóis, enquanto Portugal manteria o Mato Grosso e a Amazônia, já garantidos
pelo Tratado de Madri.
( ) O Tratado de Badajós foi resultante da Guerra de Sucessão Espanhola, em que Portugal lutou ao lado
da Inglaterra contra a França e a Espanha e definia os limites entre os territórios lusitanos e a Guiana
Francesa. Nele, a França reconhecia a soberania lusa sobre as terras entre os rios Amazonas e
Oiapoque.
A sequência CORRETA é
A) I, C, I.
B) C, C, C.
C) I, I, I.
D) C, C, I.
QUESTÃO 42
Em relação à guerra franco-prussiana, que teve como consequência a unificação da Alemanha, analise as
afirmativas que se seguem e marque cada uma com a letra C (CORRETA) ou com a letra I (INCORRETA).
( ) A Prússia desponta como reino independente no início do século XVIII, constituindo-se, às vésperas da
unificação alemã, em uma importante potência militar.
( ) O Zollwerein consistiu em uma união aduaneira e congregou, no século XIX, os estados germânicos,
com exceção da Áustria.
( ) Bismarck, Rei da Prússia, liderou a guerra contra a França, estabelecendo o Império alemão e
tornando-se o seu primeiro imperador.
( ) Bismarck representava a burguesia liberal prussiana que, entre outras coisas, defendia um modelo
republicano parlamentar para a Alemanha unificada.
A sequência CORRETA é
A) C, C, I, I.
B) C, I, C, I.
C) I, I, C, C.
D) I, C, I, C.
QUESTÃO 43
Representa uma transformação social ocorrida na chamada Era Vargas, no Brasil republicano:
A) O desenvolvimento do patriarcalismo nas áreas urbanas.
B) O enfraquecimento da burguesia industrial e do proletariado.
C) O enfraquecimento do poder e do prestígio dos coronéis.
D) A mentalidade econômica centrada nas demandas do mercado externo.
QUESTÃO 44
Acerca da História do Brasil República, é CORRETO afirmar:
A) A semana da Arte Moderna representou uma reação à predominância de temas do Brasil colonial nas
artes e literatura.
B) A política de valorização do café, iniciada no Convênio de Taubaté pelos governadores de Minas Gerais,
São Paulo e Rio de Janeiro, foi encampada pelo governo federal.
C) O Tenentismo surgiu como uma reação à promulgação da Constituição de 1937 e ao governo ditatorial
de Getúlio Vargas.
D) A política financeira de Rui Barbosa se baseou na diminuição do meio circulante (dinheiro) como forma
de combater a inflação.

Processo Seletivo – Unimontes 17


QUESTÃO 45
Sobre a Reforma Agrária e o Movimento dos Sem-terra (MST), é INCORRETO afirmar que
A) a eleição de numerosos senadores e deputados, afiliados ao Instituto de Reforma Agrária, para a
Constituinte de 1988, facilitou o assentamento de milhares de famílias em terras improdutivas dos
latifúndios.
B) o Movimento dos Sem-terra congrega diferentes categorias de trabalhadores como o parceiro, o
posseiro, o assalariado rural e os desempregados urbanos que almejam um lote de terra para cultivar.
C) o constante avanço do Movimento dos Sem-terra não se deve apenas à politização dos seus líderes, mas
aos recursos financeiros que lhe destinam países e instituições, bem como à assistência oferecida por
setores da Comissão Pastoral da Terra.
D) a desapropriação de terras para a reforma agrária se tornou uma obrigação, nem sempre cumprida, do
governo federal desde a promulgação da Carta Constitucional de 1988.
QUESTÃO 46
A queda do muro de Berlim (1989), a Reunificação da Alemanha, o desmantelamento do Pacto de Varsóvia
(1991) e a dissolução do Império Soviético (1991), bem como o desmembramento das Repúblicas da União
Soviética (1992), são marcos que comprovam o fim da Guerra Fria. Acerca desse contexto, marque com a
letra C (CORRETA) ou I (INCORRETA) cada uma das afirmativas.
( ) A Guerra Fria foi encerrada, mas a corrida armamentista entre os Estados Unidos e a ex-União
Soviética subsiste nos tempos atuais.
( ) O fim da Guerra Fria extinguiu o conflito Leste/Oeste, abrindo espaço para um mundo multipolar
onde as potências se impõem mais pelo poder econômico do que bélico.
( ) O mundo atual, que viu a extinção do socialismo, sente cada vez mais o domínio do capitalismo,
impulsionado pela internacionalização da economia.
( ) Paz, harmonia e desenvolvimento socioeconômico foram conquistas alcançadas por todos os países do
mundo após a Guerra Fria.
A sequência CORRETA é
A) C, I, I, C.
B) I, I, I, C.
C) C, C, C, I.
D) I, C, C, I.
QUESTÃO 47
Em relação às questões que envolvem o território e o povo israelo-palestino, no Oriente Médio, marque com
a letra C (CORRETA) ou com a letra I (INCORRETA) cada uma das afirmativas.
( ) Tel Aviv, considerada cidade santa por três religiões, é disputada pelos povos israelense e palestino
para ser a capital do seu Estado.
( ) A entidade considerada a principal representante da causa palestina é a OPEP, por representar os
interesses dos envolvidos com o principal recurso econômico da região.
( ) Os árabes, chamados hoje de palestinos, consideram-se os legítimos donos das terras, pois eram
maioria quando foi criado o Estado de Israel.
( ) Através de Guerras, Israel aumentou muito o território concedido pela ONU ao se tornar Estado.
A alternativa que apresenta a sequência CORRETA é
A) C, C, I, I.
B) I, C, I, C.
C) I, I, C, C.
D) C, I. I, C.

Processo Seletivo – Unimontes 18


QUESTÃO 48
Conflitos políticos, civis e culturais tornaram a África, desde o pós-Guerra Fria, um continente explosivo,
que convive com guerras civis, territoriais e religiosas e também com o terrorismo. Tais conflitos minam a
capacidade de desenvolvimento de vários estados, dizimando vidas e marcando com sangue e sofrimento a
história do continente.
(LUNARDON, Jonas Araújo. Conflitos armados contemporâneos na África Negra. Porto Alegre: UFRGS, 2010. Adaptado.)
As diferenças étnicas presentes em todas as regiões africanas têm sido historicamente responsabilizadas
pelos conflitos que eclodiram e eclodem no continente, no pós-1989. Para além das diferenças existentes
entre os grupos, é fundamental apontar outros elementos catalizadores das guerras civis que têm dilacerado
o continente. Entre esses elementos, é INCORRETO elencar:
A) A insegurança alimentar ou insuficiência na produção de alimentos vivenciadas em diversas regiões.
B) A ampliação da capacidade de mobilização das associações de microagricultores em todo o território.
C) O deslocamento populacional em decorrência de grandes incidências de problemas climáticos.
D) A perda econômica decorrente da diminuição de recursos advindos da exploração de riquezas naturais.

PROVA DE FILOSOFIA
Questões numeradas de 49 a 52

QUESTÃO 49
Para Epicuro (341 – 270 a.C), a morte nada significa porque ela não existe para os vivos, e os mortos não
estão mais aqui para explicá-la. De fato, quando pensamos em nossa própria morte, podemos nos imaginar
mortos, mas não sabemos o que é a experiência do morrer. Epicuro lamenta que
A) as pessoas encarem a morte com coragem.
B) as pessoas amem a morte e a desejem.
C) as pessoas aceitem a morte como seu destino final.
D) a maioria das pessoas fuja da morte como se fosse o maior dos males.
QUESTÃO 50
O pensamento de Nietzsche (1844-1900) orienta-se no sentido de recuperar as forças vitais, instintivas,
subjugadas pela razão durante séculos. Para tanto, critica Sócrates por ter sido o primeiro a encaminhar a
reflexão moral em direção ao controle racional das paixões. Escreve A Genealogia da Moral. Nesse texto,
distingue uma moral herdeira do pensamento socrático-platônico e uma moral positiva que visa à
conservação da vida e dos seus instintos fundamentais. Nietzsche as denomina de
A) Moral de escravos e moral de senhores.
B) Moral justa e bondosa.
C) Moral bondosa e piedosa.
D) Moral gigante e frondosa.
QUESTÃO 51
Durante vários séculos os recursos naturais foram explorados visando às necessidades dos seres humanos,
orgulhosos de dominar a natureza pela sua inteligência e e pelo seu saber. Assistimos ao despontar de uma
realidade sombria com uma progressiva destruição da natureza. Os sinais dados pela natureza estimulam as
discussões sobre a ecologia e ecoética. Das alternativas abaixo, marque a CORRETA.
A) A ecoética é o ramo da ciência que discute os aspectos técnicos das relações humanas com a natureza.
B) A ecoética é o ramo da recente reflexão teológica que discute os aspectos espirituais das relações
humanas com a natureza.
C) A ecoética é o ramo da recente reflexão filosófica que discute os aspectos éticos das relações humanas
com a natureza.
D) A ecoética é o ramo da recente reflexão filosófica que discute os aspectos físicos das relações humanas
com a sociedade.

Processo Seletivo – Unimontes 19


QUESTÃO 52
A insensibilidade com relação à morte individual tem paralelo com a inconsciência referente ao destino do
planeta. Pela primeira vez na história da humanidade, a morte ultrapassa a dimensão do indivíduo e ameaça
a sobrevivência do planeta. Em termos planetários, a consciência da morte nos ajuda a questionar os falsos
objetivos do progresso a qualquer custo. Com relação à morte, podemos afirmar:
A) A morte não é um processo. Ela chega sem avisar e devora a existência humana.
B) A morte é um processo. Ele é antecedido por diversos tipos de “mortes” que permeiam a todo tempo a
vida humana.
C) A morte é vingativa e horrível. Ela destrói os projetos da vida humana.
D) A morte é sem piedade. Ela chega sem avisar e nunca indica sinais de sua presença.

PROVA DE SOCIOLOGIA
Questões numeradas de 53 a 56

QUESTÃO 53
Na sociedade, os laços que unem os membros entre si e ao próprio grupo constituem a solidariedade, a qual
pode ser orgânica ou mecânica, de acordo com o tipo de sociedade cuja coesão procura garantir. É autor
dessa proposição:
A) Karl Marx.
B) Max Weber.
C) Émile Durkheim.
D) Auguste Comte.
QUESTÃO 54
Para o sociólogo alemão Max Weber (1864-1920), os três tipos de dominação legítima têm suas
correspondentes formas básicas de legitimação que se justificam em distintas fontes de autoridade. A
dominação carismática, conforme discutida pelo autor, tem como formas de legitimação, EXCETO
A) Ocorre em virtude da fé, na validade do estatuto legal e da competência funcional, baseada em regras
racionalmente criadas.
B) Ocorre em virtude da crença, no dom da graça extraordinário e pessoal da liderança.
C) Ocorre quando há dedicação absolutamente pessoal e confiança pessoal na revelação, heroísmo ou
outras qualidades da liderança individual.
D) Ocorre quando é exercida pelo profeta ou – no campo da política – pelo senhor de guerra eleito, pelo
governante plebiscitário, o grande demagogo ou o líder do partido político.

Processo Seletivo – Unimontes 20


QUESTÃO 55
Para os sociólogos que analisam os movimentos sociais e a democracia, participar politicamente significa,
fundamentalmente, tomar parte das políticas públicas. Consiste em formar opinião sobre uma decisão do
Estado, em expressar, pública e livremente, essa opinião e em vê-la levada em consideração. A participação
social é uma das estratégias para solucionar problemas e conquistar melhores condições de vida para todos.
Mas, para que ocorra a participação, é necessária a mobilização social.
Com base no texto, julgue as afirmativas a seguir.
I - Mobilização social pode ser compreendida como o ato de convocar vontades para atuar na busca de um
propósito comum, sob uma interpretação e um sentido também compartilhado por todos.
II - Participar de um processo de mobilização social é uma escolha, porque a participação é um ato de
liberdade, e essa decisão depende essencialmente de as pessoas se virem ou não responsáveis e capazes
de provocar e construir mudanças.
III - A mobilização social que contribui para o envolvimento de cada um, que valoriza o conhecimento, as
habilidades pessoais e coletivas é capaz de contribuir para promoção do desenvolvimento voltado para
o bem-estar, melhoria da qualidade de vida de todos.
IV - A mobilização social ocorre quando as necessidades de um grupo são expressas de forma organizada,
em torno de interesses comuns, proporcionando a união de indivíduos na defesa de causas em que
acreditam.
Estão CORRETAS as afirmativas
A) I, II e IV, apenas.
B) I, II, III e IV.
C) I, III e IV, apenas.
D) I, II e III, apenas.
QUESTÃO 56
Estudiosos têm-se dedicado ao estudo das formas como os homens e mulheres constroem as relações
sociais, dando ênfase às formas e categorias construídas pelo mundo social. Os papéis dos homens e
mulheres variam de cultura para cultura, ocorrendo diferenças em relação à valorização, às recompensas, às
responsabilidades domésticas e ao trabalho. A preponderante divisão do trabalho entre os sexos levou
homens e mulheres a assumirem posições desiguais em termos de poder, prestígio e riqueza. As teorias
sociológicas que discutem essas questões são conhecidas como Sociologia
A) do sexismo.
B) biológica.
C) da desigualdade.
D) do gênero.

Processo Seletivo – Unimontes 21


PRODUÇÃO DE TEXTO

Para o autor, o caminho da sustentabilidade, que passa pela conservação do meio ambiente, está no tripé:
convencimento, ações que mexem no bolso e boas leis. Para você, como esses três procedimentos poderiam
funcionar conjuntamente, colaborando na construção de um meio ambiente saudável? Desenvolva
argumentos coerentes, capazes de demonstrar a efetividade desses três procedimentos.

NÃO É NECESSÁRIO DAR TÍTULO A SEU TEXTO

O SEU TEXTO DEVE SER REDIGIDO NA FOLHA DE RESPOSTA DA REDAÇÃO

RASCUNHO

Processo Seletivo – Unimontes 22